G1 > Rio Grande do Norte

Public RSS Widgets

  • Inauguração de supermercado causa aglomeração na Grande Natal

  • Prefeito de Parnamirim também participou do evento. Supermercado disse que aglomeração na abertura foi "situação inesperada". Houve aglomeração em frente ao supermercado Reprodução A inauguração de uma rede de supermercados de atacado causou aglomeração na manhã desta quinta-feira (9) em Paranamirim, na Região Metropolitana de Natal. Foi possível ver aglomeração desde o lado de fora do atacado, no aguardo para a abertura dos portões, e dentro do estabelecimento. Uma equipe de fiscalização da prefeitura da cidade foi até o local. A inauguração foi anunciada nas redes sociais do supermercado, que realizou promoções. Quando as portas do estabelecimento abriram, houve uma correria dos clientes envolvidos. É importante lembrar que as autoridades de saúde recomendam que as pessoas devem manter uma distanciamento social de pelo menos 1,5 metros de uma pessoa para outra como medida de prevenção ao contágio do novo coronavírus. Além disso, a entrada em supermercados tem que ser organizadas pelo próprio estabelecimento, cumprindo ordens dos decretos estaduais e municipais. O prefeito de Parnamirim, Rosano Taveira (PRB), esteve presente na inauguração e ajudou a cortar a faixa para abertura da loja. Em nota, a Prefeitura de Parnamirim determinou que todos os estabelecimentos da cidade cumpram de afastamento social estabelecidas no decreto e que casos de descumprimento analisado na forma da lei. Prefeito de Parnamirim, Rosano Taveira (de camisa xadrez), participou da inauguração Divulgação O Executivo disse ainda que sempre recebe com otimismo a inauguração de novas empresas no município, que geram empregos na cidade e confirmam a política de incentivos da gestão municipal. A prefeitura não se posicionou, no entanto, sobre a presença do prefeito no evento. No turno da tarde, ainda foi possível ver muita gente no local. A administração do supermercado informou que a aglomeração foi provocada na abertura foi "uma situação inesperada" e que, após isso, as portas foram fechadas e a entrada dos clientes, controlada. O atacado disse que segue regras sanitárias exigidas durante a pandemia e usa até mesmo um carro de som para avisar clientes sobre as medidas de segurança.